sexta-feira, 6 de novembro de 2009

"Tiooooooooooooooooo!!!"

Crianças são fantásticas.

Quando você é pai delas. Quando não é...

É bem legal, também. Mas tem horas que você sente vontade de jogar um contra a parede.

Mas daí tem LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) e tem ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), que dizem que você não pode sequer encostar na criança. E você tem que encontrar meios pra trazer disciplina e limites pra crianças que mal sabem o que é isso.

Pirralhos de 8 anos dizendo "Você não manda em mim!", "Não encosta em mim, você não é meu pai!" e outros quetais.

Ai, que saudades da palmatória.

Mas isso era considerado um método "primitivo", que "limitava a criança". E hoje, crianças que não repetem de ano não sabem lidar com frustração.

Obrigado, PSDB e Governos Covas, Alckmin e Serra por estragarem cada vez mais a Educação.

E não podemos esquecer também do inesquecível e imensurável FHC, que, na pessoa da Secretária de Educação herdada do governo do Estado de São Paulo, criou a progressão continuada pra aumentar o IDH do país. E acabar de vez com a Educação.

Mas...

As crianças conseguem te fazer continuar seguindo em frente. Não por você mesmo, mas por elas.

Cada sorriso no rosto delas, cada brincadeira que fazem, trazem pra você a memória de quando era você brincando, sorrindo. Quando você não precisava se preocupar, não precisava pensar em contas pra pagar no final do mês.

E você sabe que elas merecem um futuro melhor. Ainda que você tenha que arrumar meios de convencê-las que só a Educação vai trazer isso pra elas.

E lembrando sempre que elas mal sabem ler, escrever, ou fazer contas.

Mas só quem trabalha com elas sabe o quanto pode ser divertido. O quanto pode ser gostoso.

O quanto é bom você chegar ao trabalho e elas virem te abraçar, felizes em te ver. Mesmo que 5 minutos depois você tenha que dar uma suspensão, uma advertência ou alguns berros.

Mesmo assim, eles esquecem, e continuam gostando de você.

E entendem depois que foi pro bem delas.

A gente cresce e esquece disso. E acaba criando inimigos na vida. Como somos babacas, né?

E nesse meio tempo, a melhor parte do meu dia é ouvir, a cada 5 minutos:






"Tiooooooooooooooooooo!!!"


2 comentários:

Gabi Petrucci disse...

Você gosta de ouvir "tio" pq eu não posso te chamar assim? :D:D:D
Tá, parei.
Dia desses, ouvi um cara - doutor em educação - dizendo algo mais ou menos assim: "as pessoas costumam dizer que o mundo está perdido. Mas no rosto de cada criança, eu vejo alguém capaz de mudar essa opinião..." não me lembro como era exatamente, mas era mais ou menos isso...

Nanael Soubaim disse...

Eu sei o que é ser chamado de tio, aliás, por gente que tinha o dobro do meu tamanho, à época. Fui "entiozado" por adolescentes. Era por eles que eu enfiava a cara para fora do portão sob o risco de levar um tiro na testa, e no dia seguinte ia embora sozinho, pouco antes de o sol nascer.

Acredite, vais querer costurar inteiro na boca do jacaré quem tocar a mão em um deles.