sábado, 24 de outubro de 2009

Pré-coiser


Se não me engano, foi no fim de 2007 ou início de 2008, que recebi o convite para me internar na ala Talicoisa do hospício que é a blogosphera.

Até então eu estava tranqüilo e gordo com o Palavra de Nanael, publicando uma vez por mês e olhe lá.

Na época, a Luna foi me dando as instruções e eu clicando de botão em botão. Tateando os ícones como todo homo analogicus, que ainda tem o cérebro valvulado. Lembro que ao fim do cadastro (ou seja como chamam esse alistamento bizarro) lhe perguntei o que faria; "Agora tu postas, ué!".

Fiquei lisonjeado, ao mesmo tempo que certa estranheza percorria meus chakras. Eu não gosto de publicidade, fujo de câmeras, popularidade ainda é cousa extremamente recente e da qual não sei a extensão.

Na verdade eu virei blogueiro por insistência de amigas do Fórum. Não acreditava ter conteúdo para exibir em rede mundial, até porcer certametne existe algum louco em alguma parte do mundo, que coleciona publicações de blogs obscuros, para fins de acervo cultural; tal qual eu faço com imagens, textos, artigos e reclames antigos.

Eu não escrevo esperando agradar. Na bucha, esperava da internet as mesmas ameaças de morte que já me fizeram ao vivo, mas com o youtube cheio de vídeos eróticos, os psicopatas da rede devem ter mais com o que se distrair.

Quando ingressei para o Talicoisa, TC (não confundir com o Karmann Guia TC) para os íntimos, o blog era um formigueiro digital. Praticamente todos os dias tinham seu texto garantido, às vezes haviam dois ou mais. A Luna chegou a ser entrevistada televisivamente por causa do sucesso.

Entre idos e chegados, percebemos o preço que a juventude cobra. Os garotos do blog, outrora tão activos, estavam ingressando na vida adulta, responsável e chata da maioridade. Questões de emprego, vestibular, mudança e lambança foram afastando nossos co-coisers. Hoje acredito que Adriane, Luna e eu somos os mais assíduos. Muitas vezes preciso fazer textos emergenciais para que o espaço entre eles não seja excessivo. Mas mesmo eu e meu senso de compromisso estamos falhando, de vez em quando. Questões lambançais que estão me deixando careca.

Se tornou comum, e até interessante, publicar um texto nos dois blogs, o que não é o caso deste. Terei que brunir as camisas removíveis para inventar alguma tosqueira para o meu.

Nas dus últimas semanas, queridos co-coisers têm dado o prazer de suas participações, embora fique claro que não conseguem mais o vigor diário de antes. Pelo que os ex-coisers fazem muita falta, por mais encrenqueiros que alguns deles pareçam.


Espero, entretanto, que doravante consigamos regularizar o fluxo de publicações, ao menos quatro textos de quatro talicoisers por semana. Um dia as cousas voltam ao anormal e teremos mais uma vez gente atropelando o dia alheio porque teve uma inspiração que não poderia esperar, voltaremos a ter memês e, quem sabe, toda a ala psiquiátrica junta dando entrevista na Tv Cultura. Alô, Herodoto Barbeiro, nos aguarde-nos a nós próprios...

4 comentários:

Fio disse...

Tb sonho com essa volta aos bons tempos, querido.

Tb sonho com isso...

fabio_ disse...

Disse tudo! Essa coisa de quase-30 me deixa muito normal. Tenho que arrumar outro tipo de crise. Pelo menos uma que renda uns textinhos siacabantes.
Saudades, Brasil!

Nanael Soubaim disse...

Eu já estou a caminho dos quarenta, passando por uma crise precoce de meia-idade. Também verei como posso tapar mais buracos e actualizar o Demônios Internos, mas este requer textos mais profundos, ou as bruxas ancestrais me farão croaxar em alemão.

Adriane Schroeder disse...

Queremos, sim, Nanaell, muita siacabãncia, muita alegria, muito movimento.
Eu, à beira dos quarenta e um, também tenho meus compromissos.
Mas quero ter o máximo de assiduidade no TC, enquanot me aturarem...
Bjs!!!!