sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

O que eu queria do Papai Noel...

Que as pessoas lembrassem que Natal não é só a troca de presentes e ceias fartas, mas a comemoração do nascimento de um homem que mudou a história do mundo.

Ok, ele não nasceu no dia 25 de Dezembro, mas ninguém sabe o dia certo. Se foi convencionado esse dia, que seja ele...

Que as pessoas se preocupassem mais consigo mesmas, com o que fazem consigo mesmas, e com o que provocam a si mesmas e a aqueles a quem amam.

Sim, cada um tem o seu livre-arbítrio, mas custa um pouco de consciência?

Que se chegasse a um consenso sobre a paz mundial, sobre o aquecimento global e que dessem uma desacelerada na globalização.

Sim, é complexo. Sim, há interesses demais em jogo. Mas será que os interesses do SER HUMANO são tão insignificantes assim? Dinheiro é mais importante, MESMO?

Que ter consciência não fosse tão pesado, as vezes.

Porque há momentos em que, como diria Gregory House, "ignorance is bliss".

Que os ateus, em especial os que podem levar o selo "100% FFLCH" de qualidade, tivessem um pouco mais de compaixão (já que se dizem TÃO humanistas) pelos que tem fé, e entendessem que assim como eles tem o direito de não crer, isso não exclui o nosso direito em crer.

Porque, convenhamos... Crentes são chatos, mas ateus com ímpetos de "salvar o mundo" conseguem superar TUDO em termos de chatice.

Que o direito que eu tenho de viver em paz me fosse dado, sem ligar pra o que vai acontecer amanhã, ou no dia seguinte. Sem me preocupar com a vida que eu levei até agora. Sem ter culpa. Sem ter medo.

Porque sinceramente, não há NADA pior do que viver com medo.

Fora isso tudo, Papai Noel, eu também queria um Kindle, um Celta Zero, uma mala com R$ 50.000 reais dentro, e uma viagem pra Grécia.

Acho que fui um bom menino esse ano. Obrigado e que Deus o abençoe.



"Esse Fio me pede cada uma.... Bom, vai ter que ser só o Kindle, e dê-se por satisfeito..."






2 comentários:

Gabi Petrucci disse...

HASDUIHSIDHAS
Sabia que esse texto era seu. A sua cara! :B
Infelizmente, caro Fio, as pessoas só pensam no dinheiro, em como tê-lo e gastá-lo e não se importam o quanto é preciso para conseguir, não se importam com mais nada e mais ninguém...
E é verdade, está faltando espírito de Natal, cada ano tem menos cara de Natal! :T

Nanael Soubaim disse...

Fio, meu filho, Oxóssi deve ter rolado de rir, quando os elementais lhe contaram deste texto. Infelizmente, meu irmão, nós é que temos que dar esse presente ao mundo, porque cabe aos míopes guiar os cegos, e nós temos uma miopia um pouco mais suave do que a da maioria. Os ajudantes de Nicolau, meu caro, somos nós.