quinta-feira, 16 de julho de 2009

A Arca de Noé: boa música, boas lembranças


Era o ano de 1980. Só quem viveu nessa época sabe quanta coisa estranha aconteceu nesse período. Mas, nesse ano, seria levado ao ar um dos melhores programas de música infantil: "A Arca de Noé".

Bam-bam-bans da MPB e alguns iniciados apresentaram, diante de olhos extasiados de adultos e crianças, uma seleção musical de Vinícius e Toquinho, canções que seriam cantadas em toda parte, invadiriam os recreios e com certeza estão na memória afetiva de todos os que tiveram a oportunidade de ver momentos como:

1. Fábio Júnior cantando "A porta". Canção doce, com momentos de tristeza e alegria, traz uma mensagem de esperança ao final: "Eu fecho a frente da casa/fecho a frente do quartel/fecho tudo no mundo, só vivo aberta no céu". Umas lagriminhas brotavam em mim ao ouvir estes versos...
2. MPB-4 fazendo uma festa só com "O Pato". Essa em especial era ouvida nos recreios, pátios e quintais. Sei de cor até hoje.
3. Ney Matogrosso defendendo "São Francisco". Fabulosa, linda. Pra mim, que sou protestante, parece até uma incoerência. Mas a gente foi ensinado a respeitar os grandes nomes cristãos, e São Francisco é um de meus preferidos. E lágrimas também corriam dessa maravilha de canção.
4. Boca Livre trazendo "A casa". Cheia de imagens linguísticas contraditórias e alegres, fez com que um bocado de crianças corresse pra descobrir o que vinha a ser "esmero".
5. Walter Franco, muito paramentado e com um sincronismo divertido, brindava-nos com "O relógio". Uma reflexão onomatopaica sobre o tempo, muito boa para discutir esse conceito de forma lúdica.
E teve outras boas produções dessa época também, como "A Arca de Noé II". Prova de que criança gosta do que é bom, sim, basta ser apresentada a ele.

3 comentários:

Nanael Soubaim disse...

Criança que conhece o que é bom, não se conforma com o que é ruim; isto vale para música, televisão, mídia impressa, política... Por isto fazem tão pouco dessas obras.

Bárbara Ribeiro disse...

Adoro! Tenho o vinil até hoje apesar de não ter mais a "vitrola". Nesse blog dá pra baixar todas as pérolas da nossa infância. http://cantoencanto.blogspot.com/

Adriane disse...

Verdade, Nanael.
Bárbara, meu sonho era o vinil!!!
Hoje tem o Palavra Cantada, Cocoricó e mais uma galera boa, embora pequena, mas pouco espaço é dado a eles...
Por causa, inclusive, do que o Nanael falou... :/