sexta-feira, 10 de julho de 2009

Tem aquele dia que você não está nem um pouco a fim de pensar. Nem de não pensar. Nem de ficar de bobeira, nem de fazer alguma coisa.

É aquele dia que você não quer levantar da cama, que você ouve a chuva lá fora, sabe que está frio, é que não vai dar pra ficar andando de chinelos.

Aquele dia em que você cansa de falar sempre com as mesmas pessoas, comer as mesmas coisas, beber as mesmas coisas, ouvir as mesmas reclamações, ou as mesmas músicas.

É quando você nota que precisa de algo NOVO em sua vida.

Você precisa. Mas nada acontece.

Sempre vai ter aquele cara, aquele, ali atrás, olhar confiante, e radiante, dizendo "DEPENDE DE VOCÊ!".

Realmente depende?

Claro, sempre existem muitas coisas que dependem unicamente de nós. Como me foi dito essa semana, "você tem que renovar atitudes". Tá. Quais?

"Aquelas que te causam sofrimento", dirão uns. Mas, no momento, o que me causa sofrimento?

O Tédio.

E o que me causa tédio?

A vida como ela está. Porque ela não É, assim.

Eu queria algo de novo, acontecendo, mas algo que não fosse sofrimento. Algo que eu pudesse simplesmente gozar, sem culpa, sem medo, e sem julgamento, tanto meu, quanto de fora.

Poderia ser uma pessoa nova na minha vida, poderia ser uma roupa nova, poderia ser um filme no cinema, poderia ser um prato diferente nas refeições, poderia ser uma noite de sexo com alguém que eu gosto, ou simplesmente deseje.

Poderia ser uma cantada, poderia ser um elogio diferente, poderia ser um livro novo pra ler. Poderia ser um prêmio da loteria (embora eu nunca jogue), poderia ser um carro pra poder dirigir por aí. Poderia ser um amigo me visitando, poderia ser um passeio até qualquer lugar diferente, mas a chuva não deixa.

Eu quero os pequenos prazeres. E sem culpa. Eu quero viver, e bem. Não quero ser milionário, ainda que tenha falado do prêmio da loteria, que eu nunca jogo.

Quero um pouco de vida, no meu cotidiano. Quero um pouco de humanidade.

Quero um pouco de uma vida menos ordinária.

Mas dentro de casa, sem dinheiro, com frio e chuva lá fora, é dificil.

BEM dificil...


E chove, lá fora...

3 comentários:

Jéssica Lima disse...

Ultimamente o tédio está me consumindo tambem, tive muitos planos durante esses dias mais e como se eu tivesse sem corege de bota-los em prática.
E aqui estou eu, de mau humor esperando uma grande mudança na minha vida, sabendo que esta depende de mim...

Nanael Soubaim disse...

Faça dioramas de papel.

Adriane disse...

Ótimo texto, Fio!
Também amanheci meio assim...
Ah, achei interessante o texto sem título!