quinta-feira, 2 de julho de 2009

Inúthel!

Já dizia Roger Rocha Moreita, a gente somos inúthel. E também adoramos fazer e adquirir inutilidades, dos mais diversos tipos. Abaixo, uma listinha de algumas coisas inúteis e o que é feito delas.







1. "A coisa", projetada para ser um estouro de venda e uma "revolução no transporte urbano", tornou-se um mico, na verdade um King Kong daqueles. Hoje deve estar sendo usada como cabide de luxo.


2. Esteiras e bicicletas ergonométricas são úteis em academias e em casas de aficcionados. Fora de seu ambiente natural, acabam tendo a mesma utilidade da "coisa".


4. Porta-metades. O plástico, essa incrível matéria-prima, tão versátil quanto poluente, é também o ingrediente das mais impressionantes inutilidades. Algumas são incrivelmente divertidas. Entre elas, vasilhas plásticas para guardar metades. Tem para metade de cebola, em formato de cebola, para metades de pimentão vermelho e de pimentão verde, com o formato e a cor respectivas. Juro que não inventei. Está na revistinha de utilidades que vem junto com a das maquiagens daquela famosa empresa de vendas por catálogo e de porta-a-porta cujo nome é inspirado no local de nascimento de Shakespeare.


5. Jarra e outros objetos em forma de frutas. A mais famosa de todas é a incrível jarra de abacaxi. Tem a de cerâmica, mas esse aqui é do bom e velho plástico, matéria prima acima decantada. Hoje em dia, serve como objeto de desejo de dez entre talicôsers. Eu, pelo menos, acho mais bacana que "A coisa"...

E você, que inutilidade citaria?

2 comentários:

Nanael Soubaim disse...

Na verdade a "Coisa" tinha tudo para ser um sucesso, não fosse cara como uma motocicleta e não tivesse a mobilidade de um brinquedo a corda. É tecnologicamente sofisticada demais para uma necessidade tão simples.

Adriane disse...

Né verdade? Complicou demais a bichinha. :)