segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Eu mereço isso?

Fui comprar um picolé de frutas. Neste verão, a Kibon colocou várias opções no mercado. Mexendo no freezer, vi as aberrações: picolé de banana (que deve ser intragável), picolé de coco queimado (coisa de pobre) e picolé de milho verde (coisa de pobre master). Impliquei com os três sabores hediondos – e nem experimentei. Só falta ter picolé de nata, para completar o quadro da dor.

A Coca-cola colocou um aviso nas suas embalagens: “Reutilize a embalagem com criatividade”. Isso significa: fazer artesanatos horrendos com garrafas pet, cortar a latinha e usar como copo ou usar a garrafa para guardar água na geladeira. Imagine se eu vou me rebaixar a fazer um troço desses! Vai tudo para a reciclagem – eles que dêem um jeito de ser criativos, que eu não ganho para isso!

E a tal de reforma ortográfica? Vai facilitar o quê? Para quem? As pessoas não sabem nem escrever do jeito antigo! Impliquei e seguirei implicando. Não, não quero saber de hífen. O trema, já tão pouco usado, continua existindo. Pelo menos, até eu conseguir uma versão atualizada do Word.

Segunda-feira de manhã, depois de um final de semana de chuva, tive que ouvir uma pessoa perguntar: “Vai ter expediente hoje?”. Morri de vontade de responder: “Não, meu bem, estamos de folga. Só viemos para cá porque estávamos com saudades dos nossos computadores. Tadinhos, estão abandonados desde sexta-feira!”.

Faltam seis meses, seis longos meses, para as minhas férias.

De mau humor, eu? Imagine!

12 comentários:

Meg disse...

Eu já caí na besteira de provar o picolé de açaí da Kibon.
Podre!
O picolé de guaraná antártica (ainda tem?) também é horrível, meus problemas mentais me fazem comprar esses lixos.

fabio_ disse...

Reza a lenda que o chica bon, nos primórdios, era feito de pasta de feijão...

Carolzinha disse...

Blagth... eu só chupo picolé de coco (normal) ou limão... e olhe lá... rssss

Nanael Soubaim disse...

Pois aqui há marcas regionais com picolés de nata, que meu paladar exigente não me permite experimentar.

Adriane disse...

Luna, adoro teu mau-humor!
Comentários ácidos, bem-vindos!

Fio disse...

Eu não chupo nada, e faz tempo...

O mau humor de Luna é lendário. Nenhum império do mundo sobreviveu à ele.

Nero que o diga.

Fabiana disse...

Eu gosto de picolé de pobre :/, mas eu não sou parâmetro de bom gosto.

Meg disse...

O título do texto deveria ser "Eu mereço quanto, amô?"!!
Gosto de picolé de pobre, adoro picolé de amendoim, ô pobreza.

Luna disse...

Desprezo todos os que disseram que gostam de picolé de pobre. Eu sou pobre, mas sou metida. :P

Meu mau humor não é tão ruim assim, é pior quando fico depressiva...

fabio_ disse...

Vamos mudar o slogan do TC pra: Bipolares do Brasil.

E a gente ainda se pergunta de onde vem nosso odu!

Luna disse...

Isso que meu inferno astral ainda nem começou. Me aturem, se puderem!

Nanael Soubaim disse...

Aturamos, não se preocupe. Eu estou azedo de verdade e ainda não me joguei fora.