sábado, 18 de abril de 2009

À Mad

Jovem senhora de fino trato é interpelada pelo marido...
- Cortou o cabelo?
- Não, deixei para lavar / Não, puxei pra dentro para não empoeirar / Heim? Meu cabelo? Socorro! Roubaram meu cabelo!

Herói concluindo três meses de missão, encontra um político puxa-saco...
- Então você é o Super Homem?
_ Não, sou a Mary Marvel, na pressa vesti o uniforme errado / Não, sou um actor, isto é um filme e você um figurante que fala demais / Não, sou o Silvio Santos, não viu o "S" no meu peito?

Modelo bem sucedida está de férias e quer permanecer de férias...
- Você é a Ana Hickman?
- Ana Hickman? Onde? Minha ídala! / Não, sou uma artista de circo com perna-de-pau / Não, sou o Ronaldão, me disfarcei para não ser reconhecido.

Guarda rodoviária pára um rachador...
- Eu tava correndo muito?
- Não, você estava parado, o carro é que corria / Não sei, só te parei pra perguntar as horas / Sim, sou agente funerária e vim tirar suas medidas.

Vendedora atendendo um adolescente chato...
- funciona com bateria?
- Não, funciona apertando o botão "on" / Não, funciona com guitarra / Não funciona, pra funcionar cobramos um adicional.

Marido chega em casa uma hora depois da esposa e já aborrece...
- Esse jantar não vai sair?
- Já saiu, mas disse que volta em meia hora / Não, ele tá sem grana pro táxi / Sim, e eu vou com ele.

Meliante pego em flagrante delito...
- Cês são da polícia?
- Não, somos Os Quatro Fantásticos e você é o Doutor Doom / Não, somos irmãos da sua amante e viemos te obrigar a casar com ela / Não, somos Os Trapalhões, não nos reconhece?

No restaurante...
- O que o senhor deseja?
- Um Fiat 147 / Se eu pedir você dá? / Almoçar, sabe onde encontro um restaurante?

Uma cantada barata...
- Mamãe quer te conhecer.
- Uma noite não foi suficiente? / Então mande ela aparecer no 5º DP / Que coincidência, acho que meu pai a conhece.

Outra cantada barata...
- Alguém já te disse que você é linda?
- Não adiantaria, sou surda / Sim, a minha namorada vive dizendo / Sim, todo idiota que encontro pela primeira vez diz isso.

No elevador, no subsolo...
- Sobe?
- Não, vai pro lado / Não, só estamos aqui descansando das escadarias / A barra da sua saia, com certeza!

Em memória dos bons tempos da MAD, que também foi vitimada pela crise causada pela especulação financeira, que ela mesma denunciava em tom de humor e ironia.

2 comentários:

Adriane disse...

Eu tinha uma enorme coleção de MAD, que foi embora com uma enchente...
Adorava as "respostas cretinas para perguntas imbecis".
Boa pedida, Nanael!

Luna disse...

Eu adoraria poder dar respostas como estas no dia-a-dia. O problema é que elas só vêm à cabeça depois...