quinta-feira, 9 de abril de 2009

Slogans: a verdade por trás do mito (*)

(*) O título bombástico é uma estratégia pra (tentar) atrair leitores.

Dia desses, ao ser - de novo - pessimamente atendida pelo banco onde fui obrigada a abrir conta, reparei o quão distantes estão as empresas em geral e os bancos em particular de seus slogans, na prática.
Então meu espírito-de-porco, também conhecido pelo eufemismo de "lado sarcástico", logo bolou uma listinha de slogans e exemplos de como eles são praticados. Não apontarei as empresas pelo nome para não fazer divulgação gratuita e não acabar levando um processo nas costas. Cabe a vocês saberem quem está sendo citado.

O slogan:

"O valor das ideias" [plural tem ou não acento, afinal?]

A prática:

Ideia de ter uma miséria de agências na cidade onde ganhou a licitação para gerenciar a conta de milhares de funcionários, como é meu caso, e ter sempre mais caixas vazios do que operando - em qualquer horário e dia. Aliás, nada me tira da cabeça que todos aqueles caixas em bancos são cenários (com computador falso, sem a CPU, etc.) pra gente se consolar achando que chegou num mau dia/horário ou que é azarado e sempre que a gente está lá, 99% dos atendentes foi almoçar ou está doente; e o gerente, claro, nunca está no momento.

O slogan:

"O lado bom da vida"

A prática:

Lado bom de entregar mercadoria defeituosa, tentar colocar a culpa no consumidor e levar dias para efetuar a troca, mas só depois de ouvir as duas palavrinhas mágicas que fazem todas as lojas funcionares neste sentido: PROCON e PROCESSO, como recentemente ocorreu com uma amiga minha.

O slogan:

"Vem pra [****] você também! Vem"

A prática:

Vem pra nossas filas quilométricas, em algumas ocasiões podendo ser medidas em hectares. Não, o Código de Defesa do Consumidor não nos assunta. Isso também ocorre com outros bancos, como o famoso "Banco completo", que é completamente lotado sempre, e sempre te atenderá mal. Acho que tem um código de posturas de bancos que é específico e enfático com relação a isto.

O slogan:

"Viva o lado [****-****] da vida"

A prática:

Viva o lado cheio de flavorizantes, aromatizantes e propagandas lisérgicas e uma das maiores fornecedoras de lendas urbanas atuais. Pelo menos, seus comerciais são mais imaginativos que os comerciais de cerveja.

O slogan:

"Se dirigir, não beba"

A prática:

E também não frequente os postos de gasolina, em que se vende todo tipo de bebida alcoólica, assim como cigarros, num lugar em que é terminantemente proibido fumar, tendo em vista que os materiais que vendem ali são - dã - combustíveis E explosivos. Paradoxo pouco é bobagem.

Que outros slogans você acrescentaria à lista?

4 comentários:

Palavras de Osho disse...

Brasil: um país de todos.

(Todos quem? Todos os miseráveis, todos os desempregados? Todos os agricultores expulsos de suas terras?)

Meg disse...

Ahh...Eu gosto do lado Coca-cola da vida =P
Não consigo escrever "ideia", isso me incomoda.
Maldita reforma. Monstrooooooooooooooooooooooooooo.

Nanael Soubaim disse...

"Globo, a gente se encontra por aqui". Não sei quanto a vocês, mas para mim isto soa mais como ameaça do que convite, algo como "Eu te pego lá fora".

Luna disse...

"A nossa vida é cuidar da sua".

Desde que vc pague em dia o plano e não invente de ter doenças que ele não cobre.