sexta-feira, 12 de junho de 2009

De amor, tesão, e coisas afins...

Sim, dia dos Namorados e Adriane aproveita pra atropelar meu dia. Que os pulgas de mil cabelos infestem suas partes pudendas, e que seus braços sejam muito curtos pra se coçar, herege!

Bem, voltando ao assunto...

Dia dos Namorados. So what?

É como os dias santos. O povo só lembra que Deus existe quando tem um dia em que a rotina tem que ser alterada. Como na sexta-feira santa, que tem que se abster da carne vermelha. Ou no Natal, quando tem que comprar presentes e fazer uma ceia bem farta.

Ou na Páscoa, que tem que comprar ovos de chocolate.

Poucos lembram que Deus está lá todos os dias.

Poucos lembram que é necessário vigiar e olhar, e orar, e etc.

Do mesmo jeito que poucos lembram que aquela pessoa que está à seu lado, precisa de atenção, cuidados, carinho, afeto, sexo, e tudo mais, todos os dias.

Especialmente aqueles à quem a rotina já atingiu.

Um casamento pode ser mortal pra um relacionamento. Porque você se acostuma demais com quem está do seu lado.

Mas não escrevo hoje apenas olhando aspectos negativos. Tudo isso é só pra lembrar que não existe apenas UM DIA pra lembrar que alguem especial está ao seu lado.

Isso tem que ser lembrado TODOS OS DIAS.

Feliz Dia dos Namorados, à todos. Em especial, à nossa Rafa. Parabéns, Ordinária!



Só pra manter o bom humor... :P

4 comentários:

Adriane disse...

E você nem comentou meu texto, seu herege!
Que a Macarena infeste todos os teus neurônios ever after.
Rafa, nós te amamos!

Nanael Soubaim disse...

Antes dois textos num dia que dois dias sem textos. Fall in love, Megmobile.

Meg disse...

Awnnnnnnnnnnnn!
Me emocionei!
Hahahahhaha!

Mandinha disse...

Eu acharia o post lindo se tivesse namorado...
Acho válido dia dos namorados ser feriado, assim quem não tem namorado tem um tempinho p/ tentar arrumar um :D Eu por exemplo estou aqui trabalhando em vez de ficar flertando com meu futuro namorado (que já está escolhido) :D